domingo, 3 de setembro de 2017

Classificação das Espécies

Humano. Daqueles que pensa pensa. Um metro e oitenta de altura, quarenta e nove quilos, cabelos vermelhos e tingidos, sexo masculino. Classificado. Opção sexual: a que você bem entender, da religião de um Deus universo, com vinte e quatro anos de vida, contados do dia 14 de Maio do ano de mil novecentos e noventa e três, as cinco horas e quarenta e cinco minutos da tarde de um outono. Classificado.
Humano. Daqueles que pensa pensa. Socialista? Contra o sistema de acumulação do capital. Utópico? As coisas acontecem no plano das imagens para o plano material. Existencialista? Eu tenho culpa sobre aquilo que faço, não meu Deus, nem meus pais, nem a sociedade. Classificado.
Humano. Daqueles que pensa pensa. Poesia, literatura, linguagem sem gêneros e universal. Classificado, classificado, classificado...
Não quero ser classificado. Não sou um azul, um preto, um amarelo, um verde, um cor de rosa, um vermelho ou um lilás... Se sou azul, sou um tom único de azul, assim como todas as árvores não são apenas um verde, e todas as risadas são diferentes. Organizado?
Dentro de que ordem? Por que me escondo atrás de uma palavra?
Gays escondendo machismo, homem que não pode ser feminista, falhas de caráter escondidas atrás de partidos, ideologias, religiões, sistemas, siglas e grupos. Classificado! Quem garante que também não erro? União? De diferenças e classificações?
Cristãos esbravejando ao mundo que sua religião é Cristo, e que seu Deus é universal, os muçulmanos não são corretos. Cogitar a construção de um muro físico, que sempre existiu no mundo mental. Trump é o demônio, Bolsonaro é todo o mal! Classificado.
Passa fome porque não trabalha, passa fome pela culpa do sistema. Reforma agrária? Um bando de vagabundos que não fazem nada. Crise? O Brasil sempre está em crise. Amor? É para mariquinhas, quem é que ama em um mundo desses? Classificado...
Quem cria e classifica é o homem, homem de ser humano, não e nunca homem de gênero. Família tradicional? Por que não apenas uma família? Medo de ser e lutar sozinho pelo que acredita.
No fim? Só mais um humano, daqueles que pensa e pensa: matéria, sistemas biológicos, mentais e um punhado de formas, tonalidades, classificações e vida. Classificado.

Dia 03 de Setembro de 2017, Vicenzo Vitchella.

Nenhum comentário:

Postar um comentário